Criarumemail.com/

Ultimas Postagens


Se você é um autor iniciante ou independente (e não passou a vida toda dentro de uma caverna) já deve estar careca de saber o que é o Wattpad e como a plataforma é importante para os autores que nela publicam. Por outro lado, você também deve saber que muita gente da comunidade de criadores de conteúdo constantemente torce o nariz para a plataforma e tudo que dela vem.

Sendo sincero, eu não os culpo. Vamos combinar, não é? É muita tranqueira! (pronto, falei)
Basta um passeio rápido pelo Wattpad e você muito provavelmente vai topar com coisas que podem fazer seus olhos sangrarem, seja por ser uma cópia capenga e descarada de outra coisa ou pelos erros de português que transbordam do monitor.

Mas, calma, jovem escritor justiceiro literário, pode largar essa pedra (sério, meu, larga isso ai). Eu sei que nem só de fanfic mal escrita vive o Wattpad. A plataforma também é lar de escritores talentosos comprometidos com a qualidade de seus trabalhos e com seus leitores.

Para provar isso eu te convido a continuar lendo esse artigo e conhecer 5 livros fodas de fantasia BR para ler no Wattpad.

1 – Perna de Magia – Priscila Barone

Está na hora de você conhecer a fantasia arrojada e apaixonante de Priscila Barone: Perna de Magia, obra vencedora do premio The Wattys 2016. Aventura, mistério e tiradas muito bem pensadas, além de referências que só um bom fã de anime pegaria. Resumindo: Uma saga com todos os elementos para te fisgar já nas primeiras páginas. Lembrando que já resenhamos esse livro Aqui. Atualmente, Perna de Magia conta com 117K na plataforma.

SINOPSE: Toni Maro é um jovem com uma doença incurável, problema que lhe ocasionou a perda de uma das pernas. Com o uso da magia, uma antiga arte esquecida no mundo de Novea, ele é capaz de recriar uma perna de pura energia. Mas a doença continua avançando, ameaçando sua vida. Lutando contra o tempo e sem melhores opções, Toni embarca junto com sua irmã Renata numa jornada incerta em busca de um gênio, o ser mágico que segundo a lenda, concede um único desejo a quem o convocar. Os irmãos contarão a ajuda de uma companheira misteriosa, Irene, a Dragoa das Águas, cujas intenções dúbias levantam dúvidas quanto ao seu caráter.
Quando Toni descobre que Elias, um mago milenar, também está atrás do gênio, pode ser tarde demais.

Clique AQUI para ler.

2 -Aika – A Canção dos cinco – Lucia Lemos


Também não faltam referências à cultura e arte narrativa japonesa em Aika – A canção dos Cinco, fantasia de Lucia Lemos. Além de escritora, Lucia também é ilustradora, com forte referencias nos mangás japas. O resultado é um livro carregado de fantasia e ilustrado com belas artes em estilo mangá. Vencedor do Prêmio Wattys 2016 na categoria  Narrativa Visual e destaque em fantasia. Atualmente Aika conta com 81,7K de leituras no Wattpad.

SINOPSE: Gattai é um mundo fantástico assolado por estranhas catástrofes naturais e uma interminável guerra entre as raças que o habitam. Em meio ao caos, surge um guerreiro com asas de Fênix destinado a trazer o equilíbrio entre a natureza e suas criaturas. Porém, ele foi amaldiçoado por um terrível demônio que devora sua alma. A única pessoa que pode salvá-lo não pertence à Gattai, e sim ao nosso mundo: Aika Akatsuki dos Anjos, uma estudante japonesa mestiça, nascida no Brasil e grande fã de histórias de magia e fantasia. A jovem que enfrenta diariamente a dura rotina de estudos e discriminação por sua ascendência vê sua vida transformada com a descoberta da existência de Gattai e de seu grande ídolo. E para salvá-lo, ela terá que enfrentar seus medos e atravessar um portal mágico, lutar contra terríveis criaturas - tudo isso sem ser reprovada no ensino médio. Aika voará em dragões, aprenderá o que é realmente uma guerra e lutará para salvar o herói não apenas de grandes inimigos, mas de si mesmo.

Clique AQUI para ler.

3 – Asas, pingentes e imortais – AJ oliveira.


Nascido das mãos do Podcaster AJ Oliveira, Asas, Pingentes e Imortais é uma trama alucinante (e esquizofrênica) que corre num ambiente urbano sombrio e preparado para nos prender em uma leitura inquietante. Para quem curte uma boa fantasia urbana, sombria e tensa como tem de ser, esse é pedido certo. Atualmente “Asas” conta com 4,4k de leituras no wattpad.

SINOPSE: Benjamin é um garoto de dezessete anos que vive em uma cidade do interior de São Paulo chamada Cinópe. Desde que foi constatado como esquizofrênico, o extremismo neo-pentecostal de sua família lhe impôs uma espécie de cativeiro domiciliar que o  privou de uma vida comum. Entretanto, tudo muda completamente quando esse garoto  descobre que as vozes em sua cabeça não só são reais, como também pertencem a única antiga entidade exotérica, que retornou disposta a se vingar do domínio Cristão e voltar a ser cultuada como deus.

Clique AQUI para ler

4 – O mago do tempo – Paty Rios


Uma fantasia pautada na manipulação do tempo e a descoberta de mundos fantásticos, Mago do tempo – O iniciado – primeiro da trilogia de Paty Rio é um convite ao emocionante chamado da aventura que permeia e fervilha nas veias dos heróis. Atualmente o Mago do tempo conta om 51.2k de leituras no Wattpad.

SINOPSE: Richard Wilson é o típico adolescente popular: assediado pelas meninas e jogador do time de basquete da escola, vive com extrema despreocupação até que ele vê seu destino se entrelaçando e se enroscando na vida de seu melhor amigo Will Collins, e de uma menina que ele mal conhece, Sue Witcha. Porém, um acontecimento muda para sempre sua vida: ele pausa o tempo, e depois, coberto pela sombra do medo, sem realmente saber em que acreditar, Richard descobre que não está sozinho, e que existe um mundo extremo, perdido e antigo, que está repleto de possibilidades para passado, presente e principalmente para futuro.

Clique AQUI para ler

5 – Olhos negros – Carlos M Rocha


Uma fantasia medieval, aos moldes dos clássicos, misteriosa e cheia de emoção, Olhos negros, de Carlos Rocha é a porta de entrada para uma saga épica. Atualmente, Vencedor do premio Wattys de 2015, esse livro conta com 14,1k no Wattpad.

SINOPSE: O jovem cavaleiro Kyle Blackwing e seus companheiros, Archibald, um monge Naomir e Kiorina, aprendiz de feiticeira, investigam o nascimento de crianças de olhos negros. Eclode uma guerra contra as hordas dos terríveis bestiais. O reino de Lacoresh é ameaçado por forças sombrias e ocultas. Com a guerra e intrigas, a vida, inocência e fé destes três jovens serão afetadas.

Clique AQUI para ler

Bônus: 6 – Bella café – A morte e as damas da Noite.

Uma jovem feiticeira Cafinomante (que usa café como fonte de magia) tem de resolver uma série de assassinatos macabros antes de descobrir que isso é apenas o primeiro passo na direção de um mal antigo que pode consumir não só a ela, como também  às almas de milhares. Fantasia e mistério flertam deliciosamente nessa obra, por ruas antigas e sinistras de uma capital brasileira.

SINOPSE: Quando prostitutas começam a ser assassinadas misteriosamente nas noites de uma grande capital brasileira, a Ordem secreta de cafetões que domina o crime na cidade vê seu poder ameaçado por um inimigo que parece invisível como um fantasma, atacando sempre nas sombras. Quando aceitou assumir o caso, Bella Café, uma jovem Bruxa Cafinomante (que usa magia à partir do café) achava que teria nada mais que dinheiro fácil nas mãos. Porém, ao ir desvendando cada parte daquele mistério tenebroso se vê envolvida em uma trama Infernal que ameaçará tanto sua vida, como de milhões em todo Recife.

Um mistério escabroso e um terror antigo lhe esperam entre goles de café.

Clique AQUI para ler

Se você é um leitor mais atento, já deve ter percebido que falo de minha própria obra, o Livro Bella Café – A morte e as damas da noite. Ora, pode chamar de oportunismo, se quiser (Tô nem ai, filhão). Eu fiz essa lista para mostrar aos meus leitores, livros em que acredito, e eu estaria mentindo se dissesse que não acredito naquele que eu mesmo escrevi. Atualmente, Bella Café conta com 843 leituras na plataforma.



Finalizando.

Se é verdade que o Wattpad é lugar de amadorismo (não se envergonhe, ninguém nasce sabendo e todos temos que começar um dia), também é bem verdade que é a casa de belas obras de artistas talentosos e promissores, e não tenho medo de dizer que muita editora está marcando touca em deixar esse material desamparado.

Então, se você curte o trabalho de um autor e gostaria de vê-lo transpor as barreiras do digital, comente seus livros lá no Wattpad, compartilhe, mostre aos seus amigos, ajude o trabalho dele a chegar, quem sabe, na mão de uma editora.

EI, ESCRITOR: RECADO DO BLOG!
Curtiu o conteúdo? Gostaria de ajudar o blog a continuar crescendo? É Muito SIMPLES. Basta deixar um comentário aqui em baixo ou compartilhar o conteúdo com seus amigos nas redes sociais. Sua opinião é a MELHOR PARTE de nosso trabalho

"Capitu, isto é, uma criatura mui particular, mais mulher do que eu era homem." (Machado de Assis)


Já li Dom Casmurro seis vezes. Duas a pedido de professores e quatro por vontade própria. Em nenhuma das seis leituras me ocorreu duvidar do amor que a personagem mais enigmática da literatura brasileira, quiçá mundial, sentia por Bentinho. Ao contrário de Macabéa, Capitu sabia viver. Sabia sonhar, duvidar, questionar, discordar,  amar, sabia ser. Capitu sim, é que era mulher de verdade. E por ter ousado ser ela mesma, e não um conjunto de regras pré- estabelecidas pela sociedade, foi julgada e seu modo singular de ver a vida foi estereotipado como olhar de cigana oblíqua e dissimulada e, mesmo sem nada de concreto que justifique o rótulo, ainda hoje carrega o estigma de traidora.

"Capitu era também mais curiosa. As curiosidades de Capitu dão para um Capítulo. Eram de várias espécies, explicáveis e inexplicáveis, assim úteis como inúteis, umas graves, outras frívolas; gostava de saber tudo." (Machado de Assis)

       No trecho escrito por LEILA WANDERLÉIA  BONETTI FARIAS em sua tese de mestrado intitulada A AUDÁCIA DESSA MULHER: ANA MARIA MACHADO E A SUBVERSÃO DO CÂNONE NA  REESCRITA DE CAPITU -  MARINGÁ — PR 2007, fica evidente que, assim como Capitu, muitas outras protagonistas da literatura ou da vida real, são abafadas por vozes masculinas, que teimam em não ouvi-las, ou pior, distorcem suas realidades, minimizando, desse modo,  seus gritos e apelos.

"No romance  A audácia dessa mulher, de Ana Maria Machado, a autora homenageia e questiona a obra de Machado de Assis, aproveitando-se de fios deixados soltos na  trama do autor para construir um diálogo revelador com  Dom  Casmurro. (...)  O  que se vê na análise da forma como a mulher é representada em  ambos os livros, é o contraste entre a Capitu de Machado de Assis, silenciada,  e a Capitu  revisitada por Ana Maria Machado, personagem com poder de narrar a própria  história, ou seja, de construir (ou reconstruir) a própria identidade".

Dessa forma, questiono-me se, caso essa história tivesse sido narrada pela própria Capitu, ainda teríamos a mesma percepção sobre ela. Se essa mulher audaciosa do século  XIX tivesse tido voz, de fato, protagonizando suas cenas, será que ao invés de julgá-la traidora não teríamos, por exemplo, nos surpreendido, compadecido e indignado com uma denúncia de estupro vinda de um homem acima de qualquer suspeita, Escobar, o melhor amigo de seu marido Bentinho? Se em pleno século XXI,  mulheres ainda não se sentem à vontade para denunciar esse tipo de abuso, por serem humilhadas e constrangidas com interpretações onde ainda não são vistas como vitmas e sim como culpadas, imagine Capitu em sua época.

Colling (2004) trata do assunto ao dizer que os historiadores e críticos literários assumiram o papel de porta-vozes das mulheres. Descrevendo-as e falando por  elas, ocultaram-nas como sujeitos, tornando-as invisíveis.

Sabendo-se que uma das funções primordiais da literatura é transformação social, é preciso revisitar o feminino nas obras literárias e averiguar o quanto de influência masculina ofuscou o brilho de nossas protagonistas. Contudo, de nada adianta um texto, onde Capitu possa narrar sua visão dos fatos, se isso não vier atrelado a um despertar de consciência com quebra de paradigmas e desconstrução de discursos. Assim, o foco não recairá apenas na dúvida a respeito da traição, mas na construção de um contexto que possibilite conhecer essa personagem em suas outras facetas de mulher pobre que ascendeu socialmente, casou-se, tornou-se mãe e não cometeu alienação parental, enfrentando, com dignidade, um divórcio. Reconhecê-la em sua totalidade, aceitando sua sensualidade sem enxergá-la sob o prisma machista da sedutora promíscua, já é um ótimo começo para solidificar, não só entre autores e leitores, mas também entre os críticos literários o atual papel da mulher na literatura contemporânea.

"Capitu, apesar daqueles olhos que o diabo lhe deu... Você já reparou nos olhos dela? São assim de cigana oblíqua e dissimulada. Pois apesar deles, poderia passar, se não fosse a vaidade e a adulação. Oh! a adulação!" (Machado de Assis)

---SOBRE A ALCIMARE DALBONE---

Alcimare Dalbone nasceu em 18 de setembro de 1980, em Volta Redonda, RJ, onde ainda reside. Cursou Letras pela UGB, graduando-se em 2001. Atualmente leciona Português e Inglês para as turmas de ensino médio na rede estadual do Rio de Janeiro. Sua poesia Pontos e Partes foi publicada na antologia Trilha de Lótus pela Editora Andross, e foi indicada ao Prêmio Strix de melhor poesia. Pela editora Villa-Lobos lançou o conto de amor "A decisão" na antologia Um céu e estrelas. Pela Young Editorial, participou de Horror a Vapor, uma antologia de Halloween, com o conto Plataforma 90, e teve seu primeiro romance, A Pedra Lunar, relançado em setembro de 2016, na Bienal do Livro de São Paulo.

Contato: maredalbone@hotmail.com



Se você é um autor em inicio de carreira, um escritor buscando independência, ou simplesmente um leitor voraz, com certeza já deve conhecer bem o Wattpad, a plataforma para publicar textos que é considerada o “Youtube dos escritores” mundo afora.

Com versatilidade acoplada à dinâmica de uma mídia social, o Wattpad se mostra como uma porta/vitrine democrática, onde qualquer um pode publicar e possivelmente conseguir milhares de leitores. Tá, isso tú já sabe, não é?

Mas, e depois de conseguir certo sucesso nessa plataforma, qual o próximo passo? Provavelmente usar essa projeção para alçar novos voos, como fisgar uma editora tradicional, por exemplo.

Porém, você sabia que existe, dentro do Wattpad, uma maneira para garfar conquistas como ganhar dinheiro com escrita ou ter reconhecimento de um livro publicado?

Então continue lendo esse artigo para conhecer mais sobre o Wattpad Stars, o programa que dá aquele empurrãozinho aos talentos do Wattpad.

O que é o Wattpad Stars?


O Wattpad Stars é um programa para escritores bem sucedidos dentro da plataforma. Ele funciona reconhecendo o trabalho duro das tais “Estrelas do wattpad”, conectando-as com empresas parceiras e oferecendo assim, oportunidade de levar a sua escrita à um próximo nível, além da possibilidade de ganhar uma graninha trampando para essas empresas. Nada mal, hã?

 “E como funciona essa coisa de trabalhar com marcas parceiras do Wattpad?” Você pode perguntar.

Simples, meu (minha) jovem perguntador(a); o autor pode ser contratado para escrever textos institucionais, ou até mesmo historias completas que contemplem o ponto de vista de determinada empresa/marca parceira, isso tudo com o dedinho do Wattpad apadrinhando.

Fora isso, que já não seria uma puta mão na roda, existe ainda a possibilidade de ter seu livro impresso. Isso mesmo, IMPRESSO. E o melhor, sem tirar um tostão de seu bolsinho cheio de vento.
O que acontece é que quem é contemplado pelo programa Wattpad Stars pode até ser ajudado a trazer sua historia para a tão sonhada forma impressa e coloca-la lá na prateleira de uma livraria, isso, claro, com a condição que a dita historia continue na plataforma. O wattpad não vai custear seu livro, mas vai servir como “atravessador” entre sua obra e uma editora. Existem mais algumas oportunidades que só a plataforma pode te oferecer.

Ai você também pode perguntar: “ Que raios de programa é esse que eu nunca ou vi falar, nem nunca vi ninguém participando? ”.

A resposta está no próprio Wattpad. A aba onde estão descritos todos os detalhes para o programa está na barra superior, que você teria visto se fuçasse mais na plataforma ao invés de só pesquisar fanfics (brincadeira, pessoal das fanfics); mais precisamente na sequência: “Comunidade>Escritores>Wattpad Stars”

Sobre quem já participou, vamos lá:

Casos de sucesso


Essas são mais informações que estão presentes na aba do programa Wattpad Stars e que dão conta de alguns casos de sucesso na plataforma, casos como:

Rebecca Sky
Escritora canadense com mais de meio milhão de leituras no Wattpad. Comissionada para escrever para a campanha de Athenos. Destaque no New York Times. Atualmente tem o lançamento do seu livro Arrowheart (da série The Love Curse) marcado para 2018 pela marca Hachette UK's Hodder Children.

Edward Mullen
Edward Mullen é um romancista, podcaster e blogueiro de Vancouver, Canadá. Sua novela de estreia, THE ART OF THE HUSTLE, foi publicada em 2 de agosto de 2012 com aclamação da crítica. Com uma base de fãs cada vez maior, ele lançou seu segundo livro - um livro de não ficção intitulado DESTINY AND FREE WILL, que explora a crença de que tudo acontece por um motivo. Um ano depois de sua novela de estreia, seu altamente esperado segundo romance foi lançado - PRODIGY - um conto futurista focado nos efeitos imprevistos da tecnologia.
Atualmente é Comissionado pela USA Network e A & E para escrever para o lançamento da série de televisão DIG e The Returned.

Benjamin Sobieck
Escritor comissionado, com mais de um milhão de leituras no Wattpad, dono do blog (crimefictionbook.com) de dicas para escritores.

Anna Todd
Autora de After e Before, best-sellers mundiais, que nasceram no Wattpad e alcançaram mais de um Bilhão de leituras antes que a plataforma a ajudasse a fechar um contrato de publicação bem gordo com uma editora. Ambos publicados até aqui no Brasil e com contrato com a Paramont para adaptação.

E mais...


Resumindo, o programa Wattpad Stars é a forma que os estrangeiros encontraram para fazer e oferecer oportunidades de negócio dentro da plataforma Wattpad.

Agora vem a parte chata. A parte onde estouro teu balão na cara dura.
Infelizmente, pesquisando muito, não consegui achar nenhum caso brasileiro (ou de outra nacionalidade) de sucesso relacionado ao programa, o que é uma pena, e bem estranho, diga-se de passagem.

Isso só pode significar duas coisas:

1 – Eu sou um tremendo incompetente fazendo pesquisa de pauta.

2- Ao que parece, eles apenas aceitam autores de historias escritas em inglês. Não consegui informações que mostrem o contrário.

Mas, Caso você conheça algum brasileiro (ou de outra nacionalidade) envolvido com o programa, nos informe. Para identificar quem faz parte da muvuca é muito simples, basta procurar o selinho “estrela do Wattpad” simbolizado pelo “W” que fica ao lado da foto do autor.

Se é verdade que autores que não falam inglês não possam participar, estaremos diante de uma injustiça da porra, visto que nossos autores têm sim potencial e o que é necessário para florescer dentro de uma proposta assim. Temos leitores, temos mercado, e não venha dizer que isso ainda não existe por aqui. Se os gringos podem, por que nós não?

Sendo assim faço um apelo para você que usa o Wattpad, seja como autor, leitor ou ambos. Vamos questionar isso direto com o wattpad. Vamos bombardear a plataforma, seja em sua área de atendimento ao publico, ou em suas mídias sociais. Vamos flodar!

Façamos nossa voz ser ouvida e mostrar ao wattpad que o Brasil também merece ter seu próprio wattpad Stars.

EI, ESCRITOR: RECADO DO BLOG!
Curtiu o conteúdo? Gostaria de ajudar o blog a continuar crescendo? É Muito SIMPLES. Basta deixar um comentário aqui em baixo ou compartilhar o conteúdo com seus amigos nas redes sociais. Sua opinião é a MELHOR PARTE de nosso trabalho.



Foi-se o tempo em que ter acesso a livros limitava-se a visitar bibliotecas municipais e escolares ou uma livraria nos grandes centros das cidades ou shopping centers. Com o tempo (graças a Deus!) a internet se tornou a maior vitrine para leitores e autores se encontrarem. O primeiro passo foi dado anos atrás pelos blogs especializados, porém com o tempo, a literatura invadiu outras mídias as quais, de início, teria pouco apelo como: Youtube e principalmente o Instagram. E é sobre essa segunda rede social que falaremos.

O Instagram, que surgiu com a proposta de ser um grande álbum de fotografias mundial, jamais imaginou que em seu grande acervo de imagens existiriam tantas e tantas fotografias super elaboradas que acabaram se tornando uma nova mídia para escritores de todo mundo e uma atividade que até gera renda e novas parcerias para ambas as partes. Hoje, no Indie ou Sorte vamos falar sobre esses IGs (perfis de Instagram) literários: os melhores que encontramos no país, suas peculiaridades e até dicas para você começar o seu próprio IG literário e se tornar uma dessas milhares de personalidades que tanto divulgam a nossa literatura nacional.

Critérios:

Primeiramente, quero dizer que a definição de MELHOR será sempre pautada por questões subjetivas e, portanto, sempre acarretará em discordâncias. Dessa forma decidimos escolher IGs principalmente com o foco na literatura nacional. Muitos IGs literários que são ótimos têm o foco nas belas fotografias de livros, muitos internacionais, mas como o nosso objetivo é valorizar a literatura nacional independente, então talvez nossa avaliação não esteja em concordância com muitas pessoas. Dessa forma, pedimos que abra o seu coração e caso tenha algum outro IG que não escolhemos, mas que se encaixe nos nossos critérios, deixe um comentário aqui divulgando e até criticando nossas escolhas (são muitos e, portanto, temos sempre uma considerável margem de erro), mas sem mais enrolação, vamos aos critérios:

Dividimos os igs em 4 categorias distintas, são elas:
* Igs com menos de mil seguidores, com menos de cinco mil seguidores, com mais de cinco mil seguidores e com mais de dez mil seguidores. Exatamente isso que você está lendo; nós não usaremos como critério único a fama do Ig.
* Também avaliamos a quantidade de resenhas de livros nacionais, satisfação dos parceiros e interação com seguidores através de sorteios.
* Qualidade das imagens e das resenhas feitas no IG.

Dessa maneira temos aqui 4 categorias distintas e muitos, mas muuuuuitos ótimos candidatos. A avaliação demorou 2 meses de pesquisa, e ao fim de milhões de fotos vistas chegamos aos maravilhosos vencedores:

Categoria menos de 1000 seguidores:

1 @pinguimliterario

Esse perfil que é bem novinho tem como principal diferença o fato que a dona do IG não importa em ler livros digitais (existem alguns IGs que só aceitam fazer parcerias com autores que disponibilizam livros físicos). Esse diferencial torna a experiência de parceria muito valiosa para autores que por exemplo ainda não publicaram livros físicos, ou mesmo não têm condições de enviarem muitos livros para parceiros. É importante ressaltar que cada pessoa trabalha da maneira que acha mais confortável, dessa forma não estamos desvalorizando aqueles que só fecham parcerias com livros físicos (a dona do IG também recebe estes), mas de valorizar aqueles que dão ainda mais oportunidade para os independentes.

2 @livratica

A quantidade de seguidores desse IG não corresponde a qualidade do trabalho, porém é muito fácil ver pelas curtidas que os seguidores realmente gostam das postagens. Livrática é Ig que em suas postagens tem tantas curtidas quanto perfis com 50 vezes o seu número de seguidores. O foco do IG é, sem dúvida, a literatura nacional, além de ter fotos belíssimas.

3 @blog.entreparenteses

Este é mais um dos casos de IGs com ótima qualidade que ainda não possui o número de seguidores que merece. O foco não é somente na literatura nacional, mas possui bons títulos em suas postagens e as fotos são muito bem trabalhadas.

Categoria menos de 5.000 seguidores:

1 @omeninoquele

Os fãs do perfil simplesmente idolatram as imagens sempre cheias de composições que tornam o perfil quase uma exposição de arte fotográfica. Nesse quesito o IG é referência, sendo um dos mais repostados de todo Instagram. Não é difícil se pegar passando vários minutos admirando o feed de imagens desse IG.

2 @sahliterariando

Esse perfil tem muito do que estamos falando sobre uma iniciativa que privilegia a literatura nacional. Muitos livros, fotos de autores e ótimas resenhas. Essa é uma ótima dica para os fãs de romances e Young-adults.

3 @rabiscoliterário

O rabisco literário é um do IGs literários mais divertidos que conheci durante toda essa pesquisa. Além de ter muitas postagens com belíssimas fotos, ele se diferencia por ótimas sinopses, resenhas, sorteios e entrevistas com parceiros. É sem dúvida uma ótima vitrine para novos autores.

Categoria acima de 5.000 seguidores:

1 @luentrelivros

É impossível falar no Brasil sobre IGs literários e não falar do ótimo @luentrelivros. Esse perfil que está muito perto dos 10 mil seguidores é um dos mais atuantes no que se refere a conteúdo, seja nacional, independente e internacional. Esse é um daqueles trabalhos que possui todos os nossos quesitos no mais alto patamar. As fotos são incríveis, as resenhas sempre muito bem construídas e a quantidade de postagens que o dono do perfil faz por dia é digna de uma redação jornalística. Por esses motivos os parceiros adoram o IG. Dessa forma seria impossível não colocá-lo em primeiro lugar

2 @xonoulivros

Nada pode ser mais incrível que uma parceira que faz tudo por seus autores. Essa é a Dulcy, baianinha dona do perfil xonoulivros. Esse IG se diferencia pela forma como sua dona trata os autores nacionais. Com anúncios de eventos, divulgação de valores e onde comprar os livros nacionais. Este é o sonho de todo autor iniciante que tem neste perfil do Instagram uma grande plataforma de divulgação.

3 @queriaseralice

Esse é um caso bastante curioso, pois não encontramos nenhum livro nacional nas postagens, porém, depois de uma maior pesquisa nos deparamos com imagens e algumas ótimas resenhas de obras nacionais, sendo assim, seria injusto não colocá-lo nesta posição devido à enorme qualidade das fotos e também porque foi uma verdadeira unanimidade entre os instagramers citar o perfil como uma referência para eles.

Categoria acima de 10.000 seguidores:

1 @sessaodoslivros2

Se existe um trabalho que representa bem o pioneirismo dentre os IGs literários, sem dúvidas é este. O projeto que começou com um blog literário há muito tempo,  soube se reinventar e conquistar quase 40 mil seguidores ao longo dos últimos anos. Além da enorme vitrine de divulgação para novos escritores, este IG ainda é um dos que mais faz sorteios.

2 @one_books

Mais um IG de muito sucesso que dá muita moral para os autores nacionais. Belas composições de fotos, sempre muito divertidas e com muito conteúdo diversificado. Gostamos principalmente da preocupação em mostrar o perfil dos autores dos livros, sem dúvidas uma demonstração de muito carinho e comprometimento com o nacional.

3 @academicoliterario

Esse não é exatamente um perfil literário com foco em literatura nacional, mas também divulga alguns nacionais. Curiosamente, à medida que encontramos IGs literários com mais seguidores percebemos que estes tinham menos espaço para os nossos escritores, até por isso saudamos ainda mais aqueles que possuem grande visibilidade e que divulgam nossos artistas.

Menções honrosas:

Muitos outros IGs mereciam ser destacados e foi um grande desafio escolher apenas alguns de tantas outras iniciativas maravilhosas. Dessa forma, queremos citar os ótimos trabalhos:

@mochilaliteraria
@livrosqueeuli
@eumeuslivrosevc
@enjoybookss
@bomdialivros
@umtrechoamais

Dentre muitos outros.

E CLARO, NOS SIGA TAMBÉM, UÉ! >>> @rob_silver13
Antes de tudo, essa matéria é mais que apenas uma avaliação, mas também uma homenagem a estes e a todos os outros maravilhosos trabalhos de divulgação da literatura no país.

EI, ESCRITOR: RECADO DO BLOG!
Curtiu o conteúdo? Gostaria de ajudar o blog a continuar crescendo? É Muito SIMPLES. Basta deixar um comentário aqui em baixo ou compartilhar o conteúdo com seus amigos nas redes sociais. Sua opinião é a MELHOR PARTE de nosso trabalho.



Sempre quis ser escritor, isso não quer dizer que em minha vida sempre tive a intenção de ser um autor de uma obra publicada. Essas eu aprendi com o tempo serem coisas distintas. Esse é o meu primeiro artigo e quis causar uma boa impressão. Pensei no que queria falar e cheguei a conclusão que queria de alguma maneira desmistificar alguns conceitos preestabelecidos sobre a atividade de escritor/autor de obras literárias.

Para isso, no entanto, quis realmente me aprofundar sobre o assunto. Ensinar algo de verdade. Sabe como é… gasta-se muito tempo escrevendo um texto desses e um pouco lendo também para isso não servir para nada. Então vou contar uma linda história sobre a minha relação com a escrita através das minhas experiências com obras cinematográficas que contam a vida de outros escritores. Sejam eles personalidades reais ou fictícias. Então presta bem a atenção tá? Isso aqui vai ser uma bagagem que provavelmente você, futuro autor levará por toda a sua atormenta existência.

Sempre amei filmes que contavam histórias de personalidades atormentadas, dentro disso sempre tive uma profunda identificação com personagens dramáticos. Personagens solitários, melancólicos, inundados em suas angústias e questionamentos. Não tem nada de mais, mas se você não tem isso consigo, provavelmente você não é um autor e sim um escritor. Eu fui uma criança com depressão profunda então estava no time dos atormentados desde sempre, por isso entendo bem a diferença. Sabe quando você não se sente à vontade num lugar e começa a se imaginar em outro, vivendo outra vida? Pois é... é bem por aí que a coisa começa, mas vamos parar de enrolar e começar essa viagem. Hoje serei o seu guia nessa jornada que pode demorar uma vida, mas acredite, não acaba depois que você se vai.

Assim posso dizer que a experiência de um autor não cabe em palavras, mas se adéqua muito bem na dramaturgia. Assim sendo escolhi 10 filmes do gênero que de alguma maneira simbolizam os aspectos que constituem a vida de um autor.

1) AS VANTAGENS DE SER INVISÍVEL (2012)

Esse filme cult adolescente retrata bem a ideia do autor como uma mente atormentada, ainda pouco experiente com a vida, mas que acredita já ter muitas coisas a dizer. Essa é sempre a premissa de todo autor. É sempre a bendita sensação de crer ter algo a dizer, mesmo quando na vida real você não saiba nem dizer um oi àquela pessoa que você gosta. A não ser que você seja um youtuber famoso que decidiu falar sobre alguma coisa, você provavelmente teve a mesma sensação confusa de encontro e perda consigo mesmo quando você escreve uma história que não é necessariamente a sua vida, mas que está diretamente ligada a ela. Esse é o início de tudo. E todas as primeiras sensações de um jovem escritor estão neste filme.

2) MEU PÉ ESQUERDO (1989)

Esse filme, com certeza, de todos é o melhor e coincidentemente foi de todos o primeiro que eu assisti numa madrugada de corujão quando eu ainda era uma criança que chupava chupeta. Meu pé esquerdo é uma base sólida na minha vida, não só porque fala de um escritor, mas também me mostrou desde pequeno que mesmo que a vida não me oferecesse as mesmas condições que outras pessoas eu ainda poderia ser quem eu quisesse ser, e não quem os outros me obrigariam a ser. Essa é uma história que fala do mais tortuoso percurso do escritor. Quando ele deixa de ser alguém que rabisca histórias criadas em sua cabeça para ser alguém que de fato deixa algo para o mundo. Quando suas histórias representam sentimentos comuns a todos. E é esse filme que na minha opinião me deu anos depois a força para encarar esse grande desafio que é o mercado literário brasileiro.


3) SHAKESPEARE APAIXONADO (1998)

Esse filme é ruim na verdade, mas ele cai na problemática do final dos anos 90 de quando até o que era ruim ainda era muito bom. É só você pensar que Titanic foi feito um ano antes dele e Matrix um ano depois. O filme conta de maneira muito divertida a atormentada fase de bloqueio criativo do maior dos maiores. Vale lembrar que quando assisti esse filme eu nem sonhava em ser um escritor, mas esse filme me conquistou, mesmo eu sendo um garoto de 11 anos que só curtia desenho animado e videogame. Anos depois quando tive o meu primeiro interesse romântico comecei a escrever e esse filme fala sobre essas coisas que muitas vezes não sabemos lidar, mas que temos que externar de alguma maneira para sobreviver a isso tudo. As vezes não acontece nada de mais, já em outras, alguém pode escrever Romeu & Julieta.

4) O JULGAMENTO DO DIABO (2007)

Apesar de ser um filme já dos anos 2000 essa divertidíssima comédia ainda tem muito dos anos 90, o que torna o tema tão gostoso de se assistir, porém, as questões abordadas nele são sérias tendo em vista a reflexão da relação sucesso de venda x livro de qualidade. Essa é uma questão que sempre assombrará todo autor. Afinal, meu livro é realmente bom? Será se aquele livro de sucesso é realmente melhor que o meu? Aquela crítica foi justa? E o que é melhor? Ser considerado um péssimo autor com sucesso, ou escrever obras belíssimas e não ter reconhecimento? Quando assisti esse filme eu ainda não tinha escrito Decrépitos, mas foi justamente ele que direcionou todo o meu pensamento sobre como eu deveria refletir a minha carreira anos depois.


5) A SOCIEDADE DOS POETAS MORTOS (1989)

Sim gente, eu já sou um senhor de 30 anos, então já vi algumas coisas por aí. Esse filme brilhante não é só especial na minha vida como um filme, mas também como a própria descoberta da literatura na minha vida. Eram meados de 2002 e eu estava no primeiro ano da escola. Minha professora de literatura Regina, que foi fundamental na minha construção de ser humano pôs esse filme em sala de aula para assistirmos. Eu como adolescente que odiava a escola até então não me encantara pela leitura. Ia para a livraria porque lá era silencioso, mas não me atraiam muito mais coisas do que olhar as revistas de carro. Foi nesse filme que percebi o quanto a literatura poderia ser subversiva, e uma arma para lutar contra tudo o que me incomodava. Foi nesta época que comecei a desistir de cursar arquitetura para pensar na comunicação social como uma saída para expressar o que sentia. Esse filme fala sobre o que somos, sobre nossos laços e também sobre como é bom ter alguém que goste de falar de livros com você.

6) LOUCA OBSESSÃO (1990)

Nem tudo que reluz é ouro não é verdade? Esse filme que ao mesmo tempo consegue ser engraçado    e bastante macabro mostra todo o possível lado negativo (e até mortal) de se ter um grande sucesso literário. Se em O julgamento do diabo a questão principal era se valia tudo pela fama, em Louca obsessão a questão é o que a fama em si pode trazer. Existe gente muito maluca no mundo. Acreditem…

7) MOULIN ROUGE (2001)

Esse filme é bom de todas as formas e de todos os ângulos. Tudo funciona bem ali. Até a história surreal de um amor impossível entre um escritor e uma prostituta. O que mais me encanta e (assusta ao mesmo tempo) é a visão da atividade de escritor ser exibida como um ato de vagabundagem. Quem não se identifica com isso? Nesse filme fica mais uma vez clara a diferença entre um escritor e um autor. E eu senti isso algumas vezes na pele.


8) DESEJO E REPARAÇÃO (2008)

Esse filme bem tristinho é um daqueles que mostra o lado meio obscuro da mente do escritor. Uma mente fértil as vezes faz algumas besteiras. Antes de ser escritor eu adorava inventar histórias, elas eram muito absurdas e eu tinha a certeza que as pessoas entendiam que eram causos, mas acho que pela riqueza dos detalhes muitas vezes as coisas ficavam fora de controle e eu tinha que me explicar. Pois bem... Esse filme fala sobre uma grande besteira que uma futura escritora faz. Aproveitando o embalo; cuidado com o que você posta nas redes sociais, porém isso é assunto para uma próxima...

9) MEIA-NOITE EM PARIS (2011)

Fala sério! Você sabia que esse filme estaria nessa lista. Juro que tentei fugir dos clichês e até por isso alguns filmes mais badaladinhos não estiveram nesta lista, mas para mim não é o filme em si que importa nessa postagem, mas sim o que ele me ensinou ao longo desses anos, e essa obra de arte com certeza, é uma grande celebração da escrita. É maravilhoso ver Gil Pender (Owen Wilson) viajando por essa cidade que vive em nosso imaginário quando nos vemos com toda a pompa de um autor reconhecido conversando com outros intelectuais. Os dilemas de Gil também são muito similares aos de qualquer mente atormentada que escreve. Nada de novo para Woody Allen que tem em sua carreira, outros filmes que falam especificamente de escritores. A verdade é que é muito charmoso ser escritor, mas que as vezes as coisas não aconteçam como nós imaginamos. No fim, todos sabem o quanto difícil é escrever uma história.

10) ANTES DO PÔR DO SOL (2004)

A verdade é que deixei o melhor para o final. Não importa o que aconteça, eu sempre volto para esse filme brilhante, fenomenal, sem igual. Essa que é uma continuação de Antes do Amanhecer, e o melhor de tudo é que é melhor não assistir nem o primeiro, nem o terceiro dessa trilogia. Se você quer realmente amar esse filme basta entrar de cabeça naquele estranho momento em que duas pessoas se reencontram em Paris (sempre Paris) para conversar sobre um amor que poderia ser, mas não foi. Pelo menos não na “vida real”, porque para um escritor sempre há oportunidade de realizar suas vontades quando se conta uma história, não é verdade? O filme é todo perfeito. Os diálogos de mais de 20 minutos sem nenhum corte são ao mesmo tempo leves e cheios de pesar. E o final simplesmente perfeito torna esse filme dentre todos que assisti o derradeiro. Aquele que me fez ter a certeza que eu precisava fazer isso para viver ou então nunca existiria de verdade.

Assim termino essa viagem pela minha ”Alma Literária” e espero que vocês passem algum tempo assistindo essas preciosidades que tanto me explicaram quem eu era, quem eu sou e quem eu quero ser. Mais que uma pessoa que escreve, mais que alguém que publicou um livro, mas um contador de histórias.


EI, ESCRITOR: RECADO DO BLOG!
Curtiu o conteúdo? Gostaria de ajudar o blog a continuar crescendo? É Muito SIMPLES. Basta deixar um comentário aqui em baixo ou compartilhar o conteúdo com seus amigos nas redes sociais. Sua opinião é a MELHOR PARTE de nosso trabalho.


Clarice Lispector foi sensacional ao criar uma personagem que não vive, apenas existe e longe de mim querer tirar esse mérito dela. Clarice escrevia com toda a sua alma para tocar a nossa e, de certo, que conseguia cumprir sua missão com maestria. Tanto que é humanamente impossível não nos emocionarmos com Macabéa; sentirmos suas dores (físicas, psicológicas e emocionais) num misto de repulsa por sua apatia e compaixão pela mulher sem vez e sem voz.

Numa leitura mais concentrada somos capazes até de sentir seu mal cheiro e bafo de café. Seu desleixo é algo que nos incomoda. A resposta a isso é instintiva: ninguém quer ser mais uma Macabéa, porém a vida real mostra que, apesar de já estarmos em pleno século XXI, muitas delas ainda existem e estão mais perto de nós do que ousamos sequer imaginar, não só entre os mais desfavorecidos, mas também perambulando pelas classes média e alta.

E é surreal como ficam estigmatizadas pela sociedade num discurso do tipo "Fazer o quê? A vida é assim mesmo. Normal, né?". NÃO. O nome disso é inversão de valores. O normal é que  essas mulheres não sejam agredidas e humilhadas, contudo, caso isso aconteça, que não se desculpem como Macabéa fazia, acreditando ser a culpada  por seu namorado Olímpio tratá-la daquela forma.

Então, partindo do princípio de que uma imagem vale mais que mil palavras, entretanto, sem em momento algum desmerecer Clarice por sua imortal A hora da estrela, mas sim visando um conflito e não um confronto, penso que nas atuais circunstâncias, um reforço positivo seria mais pertinente. Que nossas protagonistas não sejam narradas por vozes masculinas. Que elas libertem o grito preso em suas gargantas, podendo assim nos agraciar com sua versão dos fatos, encorajando, através de seus testemunhos, nossas mulheres reais a se libertarem também.

---SOBRE A ALCIMARE DALBONE---

Alcimare Dalbone nasceu em 18 de setembro de 1980, em Volta Redonda, RJ, onde ainda reside. Cursou Letras pela UGB, graduando-se em 2001. Atualmente leciona Português e Inglês para as turmas de ensino médio na rede estadual do Rio de Janeiro. Sua poesia Pontos e Partes foi publicada na antologia Trilha de Lótus pela Editora Andross, e foi indicada ao Prêmio Strix de melhor poesia. Pela Young Editorial, participou de Horror a Vapor, uma antologia de Halloween, com o conto Plataforma 90, e teve seu primeiro romance, A Pedra Lunar, relançado em setembro de 2016, na Bienal do Livro de São Paulo.

Contato: maredalbone@hotmail.com